• (49) 3222-4170
  • (49) 98437-0309
  • IV Curta Lages - Mostra de Cinema 2018

    04/09/2018 por Éder Goulart
    Visualizacoes: 1183
    img/griffeat_blog/16_post_8250.jpg

    IV Curta Lages Mostra de Cinema é organizado pelo Coletivo Audiovisual Lageano (CAL) e abre espaço para produções independentes sejam cineastas iniciantes ou experientes. A quarta edição do festival organizado por produtores colaborativos do cinema lageano e teve como local de exibição o teatro de bolso do Sesc Lages, com lotação máxima.

    Desde que o CAL foi criado, a produção de audiovisual em Lages e região aumentou através da atividade de acadêmicos de cursos de comunicação das universidades de Lages e de produtores independentes. Além das ações criadas pelo Coletivo, a influência de cineastas lageanos também é importante no processo da produção audiovisual em Lages. Nomes como Fernando Leão, Fábio Bruggemann, Sara Nunes e o icônico João Amorim são lembrados constantemente pelos agentes culturais na cidade e pelos grupos que desenvolvem documentários, filmes de ficção e outros.

    Nesta edição, 11 produções foram exibidas sobre temas diversos, documentários sobre música e preservação da memória de Lages foram representados nas produções “Guitarras da Serra” e “Lages em Memórias”. Curtas de ficção com temas sociais também fizera parte da programação. O público pode acompanhar histórias de suspense e terror com os filmes “Proscrito” e “Spiritus Immunde”.

    Para os membros do CAL, o Curta Lages é bem mais que um espaço para exibir filmes. Segundo um dos organizadores, que também dirige e atua no filme “Spiritus Immunde”, Armin Reichert, a proposta é dar continuidade ao processo coletivo de produção audiovisual em Lages. “Acreditamos que o Curta Lages tem a função também de gerar novos produtores na área do cinema. A continuidade do festival depende de novas ideias e novas produções. Nossa responsabilidade agora é qualificar e motivar mais ainda a produção na cidade”, opina.

    img/griffeat_blog/16_post_1496.jpg

    Uma das novidades deste ano foi a divisão da programação por faixas etárias. Luis “Tutu” Freitas é um dos curadores do Curta Lages. Ele diz que como o festival terá um longo período de exibição, e alguns filmes têm temas mais fortes, a divisão na programação foi necessária. “Temos sempre a presença de documentários e filmes de ficção com temas mais leves, estes abrem a programação a partir das 18h30min. Nesta edição, suspense, terror, e o suicídio são representados, estes iniciam as exibições logo após as homenagens”, informa.

    Todos os anos, nas edições do Curta Lages, os organizadores preparam homenagens a pessoas que são e foram importantes na construção e formação da história do cinema na cidade. A equipe do CAL não revelou os nomes antecipadamente, somente no momento da mostra que Sara Nunes, João Amorim, José Luiz Waltrick Furtado (Pitota) e Leila Hasse tiveram conhecimento e receberam seus troféus de agradecimento.

    Os troféus foram produzidos pela Griffe Ateliê pelo segundo ano.

    Fotos: Gabriela Suzin e Antônia Morgenstern
    Texto: Fabrício Hasse Furtado/Éder Goulart